Neomorfismo. É uma promessa? É uma tendência? Não...não serve pra nada mesmo...

Neomorfismo… Essa palavrinha aí veio com tudo em 2020. Veio arrasando nas redes sociais pra quem acompanha  layouts de designers de UI.

Eram Apps (imagem 1), dashboards (imagem 2).

(imagem 1) Retirado do Dribbble – Imagem que viralizou!

(imagem 2) Retirado do Dreamstime – componentes para dashboard

O que é Neomorfismo afinal?

A palavra Neomorfismo é um neologismo. E o que é Neologismo? O Neologismo consiste em uma palavra ou expressão nova, criada para designar um novo conceito ou objeto.

Tá, bacana o significado dessa palavra difícil. Mas e na prática, pra que serve e o que ajuda o designer? E o principal de tudo, o que ajuda o usuário final?

Antes de mais nada, vamos falar de uma pecinha muito importante que é aplicada neste tipo de estudo e eu costumo falar para estudantes, amigos, outros designers, programadores e etc…a SOMBRA.

Isso mesmo, a bela sombra de todo dia. Ou se você preferir chamá-la de drop-shadow, fique à vontade.

Essa pecinha aí, é responsável direto por determinar como ficará o seu layout.

Não importa se você é designer UI, se é designer gráfico, designer de sobrancelha, não importa.

A sombra bem aplicada, ela se torna a sua aliada principal na entrega do seu trabalho. Ela vai fazer uma diferença tão grande, que vai ressaltar os elementos, o card, botão e etc.

Agora, se você usá-la de forma errada, grosseiramente, cara…você pode ter feito um trabalho espetacular, a sobra sozinha vai detonar o que tu fez…pode voltar no tempo e pensar duas vezes antes de decidir em escolher usar a sombra.

Ela pode ser a vilã.

Depois dessa brincadeira sobre a sombra, vamos voltar ao Neomorfismo.

Por que eu contei tudo isso sobre a sombra antes? Porque para o Neomorfismo funcionar, a sombra é que faz ele aparecer.

Sem a sombra, não existe esse carinha aí. E é exatamente com a sombra que você vai indicar suas funções.

A interface ganha seus contornos mais naturais, sem precisar de aplicações de texturas. O que deixa a primeira visão do usuário, uma coisa agradável até, interessante.

Bom, levantei a bola do Neomorfismo, mas qual é o problema dele? Por que ele não vingou e por que ele não serve pra nada?

O grande problema dele, é que em mobile, seus componentes ocupam grandes espaços por causa dos efeitos da sombra (lembra que comentei que ela pode ser a vilã?).

Outro grande problema disso tudo, é que um dos grandes “segredos” para produzir o efeito do Neomorfismo, é que precisa combinar muito bem as cores. Tendo a cor do fundo com a mesma ou muito próxima dos elementos da interface, o que gera um baita problema de contraste nisso.

E pra ajudar ainda mais, a sombra (lá vem ela novamente), é a principal responsável em fornecer o contraste, o que faz acontecer este visual diferenciado do Neomorfismo, o que por sua vez é um baita de um problemão para as condições de pessoas relacionadas com problemas de visão, o que inclui:

  • Daltonismo;
  • Astigmatismo;
  • Baixa visão; e
  • Outras condições comuns em nossa sociedade.

O lado bom disso. Há fanboys que defendem esta técnica e vão além, dizendo que uma marca que é o símbolo de uma fruta mordida, revolucionou esta técnica e usa em seu sistema de forma mágica. 🙂

A dica que deixo é. Tem coisa que é melhor perder do que achar!

Então, meus caros, como falei no título…serve pra nada mesmo…

 

Conteúdo produzido por:

Rodrigo Alexandre, é UX / UI com mais de 10 anos de experiência, trabalhando com centenas de clientes. Acredita que o design e a experiência do usuário devem caminhar juntos de qualquer empresa e pessoa, e eles precisam ser incorporados ao ambiente para obter uma vida melhor. Professor e mentor global de UX da DIO. Formando novos UX Designers e ajudando o entendimento do mundo UX/UI para desenvolvedores.

Transforme seus negócios em experiências digitais

+55 (19) 3514-8383

contato@artit.com.br

21

Related Posts